11.02.2020

Testemunho de Christian Winkler

de Christian Winkler

A minha experiência, como irmão de Ir. M. Martina Winkler

Boa tarde! O meu nome é Christian Winkler, sou o irmão mais velho de Ir. M. Martina, de Santiago, Chile.  Hoje à tarde, fui convidado pelas Irmãs para dar um breve testemunho, sobre o que  representa para nós, como família, ter uma irmã e filha na vida consagrada.

Parece-me que foi ontem, que estávamos nesta igreja celebrando a vestição. Posso dizer que, desde então, até hoje, fluiu uma corrente infinda de graças.

(A partir de agora, ele passa a dirigir-se à sua irmã)

É certo que, por vezes, não foi fácil. Mas, no decorrer dos anos, aprendemos a viver contigo de outra forma e, sobretudo, a aceitar e apoiar a tua decisão. Ficamos livres e, nesta liberdade, encontramos os caminhos que conduzem à nossa felicidade.  A tua serenidade nos dá a certeza de que és feliz e estás contente, isso supera todos os obstáculos. Estás feliz e nós também.

A tua decisão não foi fácil, mas, hoje vemos nela um grande ensinamento: minha querida irmã… em nossa vida diária, sentimos muito a tua falta, mas consola-nos ver como tua vocação te enche de felicidade e amor.

Aprendemos a renunciar a ti e a superar nosso egoísmo, para que possas te doar a outros e outros descubram a Mãe de Deus por meio de ti.

Ter-te como irmã, como Irmã de Maria, exigiu de nós compreender o teu mundo. No início não é fácil, mas sabes que podes contar conosco e tens todo o nosso apoio.

Para podermos acompanhar-te melhor, precisamos compreender o que tu amas, qual é a tua paixão. Fomos introduzidos na Família de Schoenstatt, conhecemos o Pe. Kentenich, selamos nossa Aliança de Amor e, hoje, participamos de grupos de famílias.

Quase sem que nos déssemos conta, a Mãe de Deus se tornou e é a pessoa mais importante em nossa Família. Nossa fé deu um salto de qualidade. Que presente, não é verdade?

As graças incluídas na entrega de tua vida aumentaram muito. É este o maior motivo pelo qual, hoje, o número de membros da família aumentou: os teus três sobrinhos são um exemplo deste fato.

Quando conto a alguém que minha irmã menor é Irmã de Maria, meu peito e meu coração ficam sempre plenos de alegria. Eu te garanto que este sentimento de orgulho, com um leve sorriso, é singular.

Agradecemos ao céu por tantas graças imerecidas.

Agradeço de coração a todas as Irmãs aqui presentes. Por tua causa, nos sentimos parte desta Família maravilhosa. Eu te agradeço, minha irmãzinha, porque me sinto muito privilegiado por ter Jesus como meu cunhado.

Muito obrigado.