11.02.2020

O meu sim é para sempre

de Irmã M. Ximena Alliende

Um sim para sempre

foi a palavra que um grupo de cinco Irmãs de Maria pronunciou no dia de sua consagração perpétua, em 8 de dezembro de 2019, em Santiago, no Chile. A consagração perpétua foi também solenemente celebrada com suas famílias, parentes e conhecidos, no dia 12 de janeiro, da Igreja do Espírito Santo.

Os pais e irmãos de
Ir. M. Paula Blum e
–  Ir. M. Raquel Puñet Olijella vieram do Equador e da Espanha. De Viña del Mar, Temuco e Valdivia, no Chile, chegaram as famílias de
–  Ir. M. Isabel Margarita Elorrieta,
–  Ir. M. Martina Winkler Muñoz e
–  Ir. María José Errázuriz Quiroga.

Bellavista se ornamentou para a grande festa.

Antes do almoço, viam-se as famílias, com suas filhas, caminhando no parque. Reinava uma atmosfera de alegria e solidariedade. Durante o almoço, no pátio interno da casa provincial, partilharam-se recordações e experiências dos anos passados. Estavam ali reunidas, cerca de quarenta pessoas, incluindo a direção da província e as responsáveis pelos períodos de formação.

 

Às 17h 30min, se uniram a eles os membros do Movimento de Schoenstatt, conhecidos e amigos. Na Igreja do Espírito Santo, perto do Santuário Cenáculo de Bellavista, reuniram-se mais de trezentas pessoas, numa celebração Eucarística. As Irmãs consagrantes entraram, acompanhadas por jovens, que carregavam as bandeiras da Juventude Feminina, e foram longamente aplaudidas pelos presentes. Pai e irmãos participaram ativamente da celebração, nas leituras e preces. Um coral excelente, acompanhado por instrumentos, solenizou a celebração.

No final, o irmão de Ir. M. Martina deu um testemunho, contando o que significa para sua família ter uma irmã como Irmã de Maria.

No final, falaram Ir. M. Isabel Margarita e Ir. M. Martina, em nome das celebradas. Manifestaram a sua gratidão porque “com o tempo, a alegria de pertencer a Deus, em nossa Família de Irmãs, aumentou em nós.” Agradeceram aos seus familiares porque “neles cresceu e se desenvolveu a nossa vocação, porque crescemos com vocês na fé e, com vocês, aprendemos a amar.”

Dizer sim para sempre representou realmente um testemunho forte. Ir. M. Isabel Margarita expressou isso com uma imagem: “Hoje, está na moda sustentabilidade, reciclagem, reutilização… e, por vezes, corremos o risco de aplicar estes critérios também ao tipo de nossos relacionamentos. Quase nos parece estranho que alguma coisa possa ser ‘para sempre’. Assumimos o risco de não dizer apenas ‘para sempre’, mas sim ‘ETERNAMENTE’. Sim, podemos dizer com alegria: somos eternamente Irmãs de Maria.”

Vários sacerdotes de Schoenstatt concelebraram a Santa Missa, sob a presidência do Bispo de Valparaiso, Dom Pedro Ossandón, que valoriza Schoenstatt e sua contribuição para a Igreja. Falou, de forma muito pessoal, e tocou o cerne da vocação: “Queridas Irmãs, vocês são uma boa nova para a Igreja. São uma boa nova, porque Jesus continua a chamar… O Senhor te elegeu desde toda a eternidade, como à Virgem Maria, e se aproximou de tua vida, concedendo-te todas as graças necessárias para escutares o Filho de Deus Pai, em quem ele colocou toda a sua complacência “.

A celebração litúrgica culminou com uma peregrinação ao Santuário, onde todos os convidados rezaram pela fidelidade das Irmãs, com as palavras do Pe. Kentenich: “Ave, Maria… concede-me a graça da fidelidade até à morte.”

A seguir, os presentes foram convidados para o café festivo, no pátio interno da casa das Irmãs. Todos estavam felizes e gratos. A alegria e felicidade das Irmãs eram contagiantes. A atmosfera era tão envolvente, que a festa só terminou com o pôr do sol, às 21 horas.

As Irmãs de Maria e toda a Família de Schoenstatt se alegram por terem mais cinco Irmãs totalmente dedicadas à missão que o Pe. Kentenich hoje oferece à Igreja.