“Majestade amorosa, sou vossa propriedade.
Diante de vós deve silenciar qualquer desejo do coração.”

(Padre José Kentenich)

Desde a fundação, desenvolveu-se no Instituto uma forte corrente de adoração. Na noite de Natal de 1929, Padre Kentenich responde ao pedido de muitas Irmãs, abrindo o Tabernáculo do Santuário Original, para a adoração perpétua. Desde então, nunca mais se interrompeu no Instituto a Adoração Eucarística permanente.

Em 1934, foi juridicamente constituído e estruturado o Círculo das Irmãs Adoradoras. Seu ritmo diário é configurado pela oração comunitária do Ofício Divino. Desde 1975, elas possuem uma casa própria, no Monte Schoenstatt, vizinha à Igreja da Santíssima Trindade. Surgiram também em outros países, como na Polônia, na Argentina e no Brasil, Pequenas Comunidades de Adoração. Segundo o pensar do Padre Kentenich, elas representam “a força do amor” de toda a Obra de Schoenstatt: A oração e os sacrifícios das Irmãs Adoradoras garantem a fecundidade da atuação apostólica do Instituto, do Movimento de Schoenstatt e da Igreja.

Elas rezam pelas intenções escritas em todos os pedidos de oração que lhes chegam do mundo inteiro. Mantém correspondência – via E-mail ou cartas – com todos os que recorrem à sua oração, aos seus conselhos, à sua orientação espiritual.

Ao longo dos anos formou-se “A Comunidade de Oração Schoenstattiana”, composta pelas pessoas que desejam se unir à oração das Irmãs Adoradoras, pelas muitas intenções que lhes são confiadas.

Você também pode enviar as suas intenções às Irmãs Adoradoras.

Envie seus pedidos de oração

Atibaia: adoradoras@irmasdemaria.org.br

Santa Maria: adoradoras.tabor@gmail.com