19.11.2020

Uma Irmã de Maria de Schoenstatt é a “Professora do Ano”

de Ir. M. Verena Röhrig

 “Professora MINT do ano”

Na Escola de Maria (SMS) – das Irmãs de Maria – em Vallendar/Alemanha, ainda no esplendor do seu 75º aniversário, a alegria é grande; porque a Ir. Christamaria Brück, que é também ex-aluna e agora professora de religião católica, matemática e ciência da computação, recebeu o Prêmio Klaus von Klitzing, em 10 de novembro de 2020. Este prêmio é concedido a professores que lecionam as disciplinas chamadas de MINT (matemática, ciências da computação, ciências naturais, tecnologia). Klaus von Klitzing, vencedor do Prêmio Nobel de Física de 1985, traçou como meta, a promoção desse prêmio.

CERIMÔNIA VIRTUAL DE PREMIAÇÃO

Normalmente, o professor Klaus von Klitzing entrega o prêmio em Oldenburg, onde a Fundação EWE – responsável pelo prêmio, e a Universidade Carl von Ossietzky, parceira da Fundação – estão sediadas. Devido a pandemia do Coronavirus, desta vez, a cerimônia de premiação aconteceu virtualmente, ou seja, simultaneamente e ao vivo, em locais diferentes: em Stuttgart, Oldenburg e Schoenstatt.

Com Ir. Christamaria, um pequeno grupo de alunos e professores, aguardavam ansiosamente – no espaçoso refeitório da escola – a cerimônia de premiação. Entre eles, estavam a Ir. M. Gabriele Schreck, diretora da escola, e uma convidada especial de honra, a Ir. M. Aleja Slaughter, Superiora Geral de nosso Instituo, das Irmãs de Maria de Schoenstatt. Pela transmissão ao vivo, muitos acompanharam a programação, que durou cerca de uma hora, com grande empolgação.

SELECIONADA ENTRE 48 CANDIDATOS DE “PRIMEIRA CLASSE”

Após os cumprimentos de Marion Rövekamp, ​​Presidente da Fundação EWE, do Presidente da Universidade de Oldenburg, Professor Hans Michael Piper, e de uma dissertação científica de Christoph Hahn, sobre a importância da couve, chegou o momento tão esperado: o anúncio que a Ir. Christamaria era  a vencedora do prêmio. Marion Rövekamp destacou que a Ir. Christamaria foi escolhida, por unanimidade, pelo júri, dentre um círculo de 48 candidatas de “primeira classe”. O professor Klaus von Klitzing lamentou não poder entregar pessoalmente o prêmio, em Oldenburg, mas virtualmente em Stuttgart, onde desenvolve trabalhos de pesquisa no Instituto Max Planck.

Em seu discurso, Ir. M. Gabriele Schreck (diretora da escola) disse que Ir. Christamaria recebeu o prêmio em nome de toda a equipe e de todos os professores entusiasmados. Salientou o “extraordinário empenho” da sua coirmã, bem como o “verdadeiro entusiasmo” e a capacidade de desenvolver o melhor em seus alunos.

PRECISAMOS DE MULHERES COMO VOCÊ.

Ela disse literalmente: “Hoje, temos que encontrar respostas urgentes para as muitas questões éticas, médicas e ecológicas, para citar apenas algumas das questões candentes. É por isso que precisamos de mulheres como você, que trabalhem com compreensão, vontade e coração para capacitar muitos jovens a se envolverem em projetos que busquem soluções viáveis ​​e responsáveis. ​​

A diretora agradeceu cordialmente à Ir. Christamaría por sua valiosa contribuição na Escola de Maria de Schoenstatt, na qual, como o Pe. Kentenich, fundador de Schoenstatt e da escola, se esforça por ter seu ouvido no coração de Deus e a mão no pulso dos tempos. Ao agradecer os doadores do prêmio, Ir. M. Gabriele apontou a perspectiva de poder descobrir e formar futuros pesquisadores, com o prêmio, e assim cumprir a responsabilidade cristã pela nova configuração da sociedade. Ela enfatizou: “As mulheres jovens são especialmente necessárias para introduzir a perspectiva feminina nas ciências MINT e, assim, possibilitar uma perspectiva mais completa. Como uma escola para meninas, com foco científico, vemos nossa missão muito específica aqui.”

Video: Homepage KLAUS-VON-KLITZING-PREIS aqui

Grupo de ROBôs “UM LUGAR DE ALEGRIA”

A grata e orgulhosa Karolin Gräwer, do 11º ano, fez um discurso elogiável. Como ela disse, ela experimentou a Ir. Christamaria como uma “professora especial”, já na 5ª série, em religião e educação básica de tecnologia da informação. A partir da 6ª série, ela participou dos finais de semana robóticos, que a Irmã Christamaria ofereceu pelo projeto dos robôs. Ela se divertiu tanto construindo e programando robôs que, ela e outras alunas interessadas, todos os anos, participaram com sucesso das competições da Primeira Liga de Lego. Como a aluna confessou, o grupo de robôs tornou-se “um lugar de alegria”.

Por fim, ela revelou a receita de sucesso da Ir. Christamaria: “Todas as sextas-feiras, ela nos mostra o quanto a gente pode se divertir e se alegrar com a tecnologia. Ela fica feliz em poder ajudar nos problemas, dá ideias, mas nunca revela a verdadeira solução. Ele sempre nos deixa tentar de tudo e, se algo não funcionar, ele nos incentiva a encontrar uma solução rapidamente. Com seu compromisso incansável, ela simplesmente convence a todos. Sua atitude positiva é transferida para nós, alunas, e é por isso não queremos mais perder o grupo de robôs em nossa escola.”

Além disso, Karolin Gräwer chamou também a atenção para o compromisso da Ir. Christamaria com a digitalização. Em 2017, a Irmã criou a própria plataforma de comunicação de Cocuun, com um pequeno grupo de alunos, que beneficia todas as turmas, professores e pais.

Como explicou Karolin Gräwer, a Ir. Christamaria não dá importância apenas aos conhecimentos técnicos, apoiando as estudantes da equipe técnica ou dirigindo a reconstrução do site da escola, mas também a preservação dos valores cristãos e ao desenvolvimento pessoal, oferecendo turnos antecipados e convites para um fim de semana de “Estou a caminho”. A aluna também elogiou a “paixão pela matemática” da Ir. Christamaria, sua paciência para explicar e a serenidade com que motiva as alunas, para quais a matemática não é a sua matéria favorita. Além disso, Karoline Gräwer reconheceu: “A Ir. Christamaria sempre nos ouve com atenção e reserva o tempo necessário para atender nossas preocupações e necessidades. A gente pode sentir a grande conexão que ela cria conosco, suas alunas. Podemos aprender muito da Ir. Christamaria, não apenas no nível de ciência, mas também no humano. Com muita alegria de viver e por sua maneira aberta e amigável que irradia a todos, ela se tornou um exemplo para nós”.

Karoline Gräwer está convencida de que a Ir. Christamaria, definitivamente, merece o prêmio Klaus von Klitzing, “porque com seu compromisso ma área do MINT, ela mostra como as meninas podem se desenvolver também nessa área, que ainda é considerada dominada por homens. Por isso, é importante sublinhar que ela é a primeira Irmã e a primeira mulher a receber esse prêmio, após seis vencedores masculinos consecutivos. Ao apoiar mulheres em crescimento, ela nos dá uma visão de uma área na qual, provavelmente, não teríamos ousado nos aventurar. Isso nos incentiva a nunca desistir e a continuar, não importa quais obstáculos se interponham em nosso caminho”.

MUITO OBRIGADA AOS ALUNOS E COLEGAS

No final, Ir. Christamaria agradeceu à Fundação EWE, ao Professor von Klitzing e ao júri pelo prêmio. Disse que, graças ao curso inicial de informática, da turma de 2018, que, com o seu entusiasmo e vontade de investir tempo, lhe deu o sinal de partida para os primeiros robôs em SMS. Agradeceu também aos amigos da escola e à associação de ex-alunas pelo generoso apoio financeiro e à gestão da escola, pelo “espaço para o desenvolvimento”. Ela disse palavra de agradecimento também aos colaboradores externos: Dr. Fislake, da Universidade de Coblença, e o Sr. Schwaderlapp, da Exec Software, pelo bom suporte e ajuda que lhe oferecem.

Ir. Christamaria agradeceu ainda a todos os pais que trouxeram seus conhecimentos especializados para os grupos de trabalho, especialmente a Sra. Plies e a Sra. Pötzschke.

Agradeceu muito aos seus alunos e expressou grande gratidão aos colegas, porque considera muito importante organizar o currículo escolar, de modo que as alunas possam desenvolver seus talentos e personalidade e aproveitar as oportunidades.

Por fim, Ir. Christamaria declara:
“Aqui conosco, a corresponsabilidade, a liberdade, a criatividade, o comprometimento, a amizade e o espírito de equipe contam muito. Por toda a sua cooperação, eu digo: Obrigada de todo o coração!

É por isso que estou firmemente convencida de que o Prêmio Klaus von Klitzing pertence não apenas a mim, mas a todos nós. Obrigada.”