15.10.2020

Para a vida diária … 10

de Ir M. Renata Zürrlein

 

“Se nós presenteamos nosso coração para a Mãe de Deus, então, ela também nos dá seu coração,

e podemos ficar sempre de pé, passamos pelo mundo com olhos claros e corajosos.”

P. Josef Kentenich
Fonte desconhecida


Reflexão:

É uma coisa de se pensar:

o quão confiante estou diante das pessoas, não depende de seu julgamento,
mas da maneira como sou independente do que elas pensam.

Não sou o que os outros pensam de mim,
sou o que Deus pensa de mim e como eu me sinto,
quando me vejo com os meus próprios olhos.

A mais poderosa Mulher do mundo é minha mãe!
E ela não é só poderosa, mas ela é a Rainha do céu e da Terra.
Sou muito importante para ela!

Os pensamentos dela giram sempre em torno de mim,
ela se preocupa muito comigo!
Quando eu preciso, ela deixa tudo para estar comigo.


Eu torno minha autoestima dependente do julgamento de outros?

Eu vou pela vida “com a cabeça erguida”, com “olhar claro ”e “ passo corajoso ”

porque pertenço à Mãe de Deus?