04.09.2020

Diferente, mas maravilhoso

de Irmã M. Hanna-Lucia Hechinger, Coordenadora das Peregrinações em Borken

60 anos do Santuário de Schoenstatt em Borken

O jubileu de diamante do Santuário do amor misericordioso do Pai, inaugurado em 11 de setembro de 1960, foi solene e festivamente comemorado. Nenhuma data pareceu ser melhor do que o dia 15 de agosto de 2020, festa da Assunção de Maria ao Céu. Há sete anos que a comemoramos neste dia, com crescente afluência de pessoas. Assim planejamos… mas, então, apareceu o Coronavirus, com todas as necessárias medidas de segurança e limitações. Que fazer?

O céu nos inspirou uma ideia, que não podia ser mais bela: Vamos preparar os

60 anos de nossa Capelinha com uma semana festiva,

que coloque o Santuário bem no centro  e, para isto: ao redor da Mãe de Deus no Santuário. Com todas as pequenas possibilidades de ações, queremos dizer a Ela:

„Obrigado que tu existes“.

A semana festiva começou com um terço luminoso que, como cada vez, terminou com uma procissão ao Santuário. Dois dias depois, pela tarde, 20 pessoas peregrinaram rezando e cantando, vindas do centro de Borken, com a imagem da Mãe do Bom Conselho, até o nosso Santuário de Schoenstatt.

Ponto culminante da semana festiva

O ponto culminante foi a celebração pontifical com o bispo Dom Franz José Overbeck, da cidade de Essen, que não deixou de comparecer, por causa do Corona. Com a segurança do distanciamento de 1,50 m, na Igreja da Anunciação, couberam muito bem 40 pessoas. Elas representavam todos os que gostariam de ter vindo.  Com sua homilia pascal, o bispo nos encorajou de, justamente na experiência de nosso confinamento, aproximar-nos de Deus, „… decididos a viver a vida terrena e, ao mesmo tempo, confiar plenamente em Deus.

Esta é uma fonte de liberdade e confiança,

que a fé nos concede, pela aceitação do confinamento e na esperança da vida eterna.”

A configuração litúrgica fez muito bem nestas semanas de privações, devido à crise do corona. „Sempre ainda ressoam no coração e na alma os sons musicais”, assim se expressou um senhor, após uns dias desta vivência. O encerramento, com a procissão até o Santuário e a facilidade do estar próximos, concluiu a festa. „Sou muito grato em poder estar aqui!“ disse alguém. Várias pessoas saíram do auditório com um sorriso onde, a Obra das Famílias, organizou um bingo.

Que o céu estava realmente conosco se percebeu claramente pelo tempo. Somente o chão úmido nos recordava do aguaceiro que caiu durante a celebração pontifical e que trouxe o almejado refrescamento.

O senhor pároco Lüke da Comunidade de Gemen acrescentou:
„Do meu ponto de vista foi uma vantajosa festa de convívio. Isto, também, porque ao seguir as orações diante da Capelinha, se percebe que o “aniversariante” está ainda bem ativo“.

Símbolo das bênçãos que há 60 anos se irradiam deste lugar

Bem outra, mas muito bela, foi nesta semana, a solene missa da Aliança diante do Santuário, no dia 18 de agosto de 2020.  Todos os que participaram do dia festivo foram convidados. No total, éramos cerca de 100 pessoas, que formaram um semicírculo na frente do Santuário. O gesto de oferecer „Uma rosa para Maria“, que continuou no Santuário até o dia 15 de setembro, permitiu que a semana festiva se prolongasse. Também foi presenteada uma garrafinha de água benta, que os presentes puderam levar consigo, pelos  60 anos do Santuário. Era um símbolo da bênção deste lugar, que jorra há 60 anos e, ao mesmo tempo, uma afirmação que a bênção de Deus também, no futuro, nos acompanhará.