24.05.2020

Prepare-se para fazer uma peregrinação e voar!

de Schwester M. Paula Blum, Ecuador

Uma pequena conversa preliminar:

– “Irmã M. Paula, prepare-se, porque neste sábado o helicóptero vem buscá-la no Santuário para que você possa ir com a ‘Mater’ para abençoar Guayaquil.”

– “Que ‘brincalhona’ a senhora é, dona Maria Dolores ”, respondi rindo.

– “Sério, então prepare-se.”

Foi assim que descobri o imenso presente. Eu viajaria de helicóptero com o padre Eduardo, Gabriel e o piloto, para que nossa amada MTA abençoasse a cidade e cada um de seus filhos a partir do céu. Essa seria a ‘rota da saúde’, passando especialmente nos hospitais com o maior número de pessoas infectadas.

Como era possível que a imagem do MTA voasse sobre a nossa cidade?

Todos os anos, no sábado antes de celebrar o Dia das Mães, cerca de treze mil moradores de Guayaquil e cidadãos de outras províncias fazem uma peregrinação ao nosso Santuário de Guayaquil. Este ano, devido à situação de pandemia, foi impossível, portanto a peregrinação foi cancelada. E se pelo menos fizermos uma missa online?

Essa ideia empolgou todos os organizadores. Dom Cabrera, arcebispo de Guayaquil, estava disposto a fazer a peregrinação virtual com o lema “Maria Rainha da Saúde e Mãe da Paz”.

Eles queriam transmitir on-line o que é feito nas peregrinações em maio, em um ano normal. Com o mesmo cronograma e as mesmas atividades. Às 6 horas da manhã, o rosário foi rezado; participaram representantes de várias paróquias e as imagens foram transmitidas com as diferentes invocações de Maria, dos santos. Houve testemunhos de peregrinos contando quem Maria é para eles. Às 7 horas, a Santa Missa foi celebrava na capela do arcebispo. As pessoas não podiam visitar o Santuário pessoalmente, então as Irmãs ficaram no Santuário e convidaram para uma saudação virtual ao MTA e, assim, todos puderam entrar espiritualmente no Santuário, Dia das Mães. Isso não foi tudo.

A ‘Mater’ retribuiu a visita a seus filhos!

Chegou, então, o momento de acompanha-la. Deixei o santuário com uma imagem do MTA nas mãos e entrei no helicóptero. Foi muito emocionante. De uma grande altura contemplamos a beleza de Guayaquil: seus rios, estuários, cidades, calçadão, a imagem do Sagrado Coração de Jesus, nossos estádios, navios no porto, tantas ruas e lugares que eu amo e aos quais estou ligada, porque estão carregados de experiências.

Tudo isso ainda foi transmitido ao vivo enquanto estávamos rezando. Não sei quantas Ave Maria rezei lá em cima, pedindo que Ele nos abençoe e nos proteja. Eu tive que dar um pequeno testemunho do que significa para mim que Maria é Rainha. Eu também queria transmitir o que várias jovens responderam a essa pergunta.

Após aproximadamente 50 minutos de voo, pousamos no terreno do Santuário, cheios de alegria por termos sido instrumentos de bênção.

Recebi intermináveis ​​mensagens de parabéns e gratidão.

Na verdade, eu apenas “cumpri meu dever”, toda a glória e honra vai para ELA. Isso também foi confirmado pelos pilotos da , Roberto e Sarita Urquizo: “Este trabalho não foi nosso, mas de Maria, porque ela foi coroada nessa peregrinação. Ela abriu todas as portas, além do que imaginávamos e poderíamos

A peregrinação foi transmitida a mais de 24.000 pessoas através das redes do movimento e da arquidiocese, sem contar as transmissões de televisão e rádio. Maria, Rainha da Saúde e Mãe da Paz, conseguiu cumprir mais uma vez o desejo e a profecia de nosso Pai e Fundador:

“Gostaria de fazer deste local um local de peregrinação,
um local de graça para nossa casa e toda a Província … e talvez além.”