09.04.2020

#Fique em casa

de Irmã Paula Blum, Guayaquil, Equador

As portas do Santuário estão a apenas um clique

A LATAM anuncia o embarque do vôo 0548 para a cidade de Quito… Era madrugada do dia 10 de fevereiro quando eu estava no aeroporto de Santiago do Chile começando minha viagem de volta para Guayaquil, Equador. Eu havia concluído meu último tempo de formação como Irmã de Maria e estava retornando à minha pátria para terminar meus estudos em odontologia.

Eu estava nesse ponto: fazendo arranjos para reentrar na Universidade; comprando roupas civil, pois não tinha permissão para entrar nos laboratórios com nosso vestido de Maria; tirando o pó dos meus conhecimentos de anatomia e morfologia dental para não me perder tanto no início das aulas, iniciando uma prática de observação no consultório de um dentista e finalmente planejando minhas férias com minha família…

Mas os planos de Deus e da Rainha eram muito diferentes: Tudo o que eu estava fazendo foi colocado em ‘modo de espera’ por causa da corona vírus. Isso também aconteceu com cada Irmã que vive na delegação equatoriana. O governo tomou medidas rigorosas para evitar a propagação do vírus. Declarou estado de emergência, fechou fronteiras internacionais e interprovinciais e exortou os cidadãos a #StayHome.

Isto nos levou a ter que fechar as portas dos 3 Centros de Schoenstatt que temos em nosso país com muita dor. Sabemos que há muitas pessoas que gostariam de poder vir para rezar, acalmar seus corações e pedir à Mãe de Deus para acabar com este vírus e se mostrar como Rainha. Assim surgiu a iniciativa das irmãs que vivem em Guayaquil, de fazer um formulário no google onde as pessoas podem nos enviar suas intenções, orações e agradecimentos que querem que levemos ao Santuário em seu nome. Se eles não podem vir, nós os trazemos com suas intenções e desejos.

As Irmãs de Maria aqui no Equador são muito ativas e apostólicas, pois a vida do Movimento e de nossa Igreja é tanta que estamos constantemente servindo aos outros, assim como Marta servia ao Senhor em sua casa, segundo o que nos diz São Lucas em seu Evangelho (cf. Lc 10; 38-42). Nosso Pai e Fundador disse às Irmãs que somos chamadas a ser como Marta, sempre ativas, mas ao mesmo tempo temos a tarefa de ser Maria, de nos aproximarmos do Senhor, de ouvi-lo e de escolher a melhor parte que não nos será tirada”. As Irmãs de Maria, que vivem perto do Santuário de Samborondón, suspenderam por um tempo algumas das nossas tarefas habituais para que pudéssemos, com maior ênfase, levar espiritualmente todos aqueles que necessitam para o Santuário, aproximando o nosso banco dos pés do Senhor e de sua Mãe. Tornamo-nos momentaneamente ‘Irmãs Adoradoras’, cada uma assumindo uma hora de adoração diante do Santíssimo Sacramento diariamente, onde lemos as intenções que chegam ao seguinte link: bit.ly/hnasdemariaecuador

Como sabemos que o Santuário é o nosso grande tesouro, não queremos privar ninguém desse privilégio que temos por ter o Santuário no “pátio da nossa casa”; ao contrário, temos a “obrigação” de hoje, mais do que nunca, abrir suas portas on-line para todos aqueles que querem se conectar com a nossa fonte de graça. Por isso começamos a transmitir o Santo Rosário ao vivo às 18 horas (hora equatoriana) para todos aqueles que querem entrar no Santuário conosco durante este tempo de incerteza, no Facebook: it.ly/schoenstattecuador

Assim nos unimos a toda a Família de Schoenstatt do Equador e do mundo inteiro que se prepara para coroar a Mãe de Deus e pedir-lhe que seja a Rainha do mundo, a Rainha da saúde física e espiritual.

Quanto tempo isso vai durar? Ainda não sabemos… Enquanto isso oferecemos o dia inteiro: adoração, o terço, Santa Missa que também temos que assistir online, acompanhamento através das redes e mídia, reuniões por skype ou o que for preciso com os ramos que estamos encarregados, cozinhar, limpar, lavar e no meu caso estudar Anatomia. Uma autêntica e simples santidade da vida cotidiana.

Durante esta Quaresma Jesus nos diz: “Marta, Martha, você se preocupa e se preocupa com muitas coisas; e há necessidade de poucas, ou melhor, de apenas uma”. Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada”. (Lc 10,41-42)

Qual é a melhor parte da nossa vocação como Irmãs de Maria? Estar com Jesus e Maria no Santuário intercedendo pelas necessidades de tantos e também pelo dom de partilhar uma bela vida familiar como irmãs!

 QUE NUNCA NOS SERÁ TIRADO!