15.03.2020

Para a vida diária … 03

de Ir. M. Renata Zürrlein, Deutschland

“É muito valioso olhar para a própria vida. Os erros que os outros têm, também nós os temos em gérmen. Nós talvez os possamos encobrir melhor. Sou pessoa humana, e nada do que é humano me é estranho.

Quando uma pessoa aprendeu a conhecer-se nas suas próprias fraquezas e sabe o que pode fazer para suportá-las, então pode muito mais facilmente mostrar o caminho aos outros”.

04-08/09/1950


Impulso

Jesus coloca claramente a questão: “Por que é que vês a lasca no olho do teu irmão e não notas a trave no teu?” (Mt 7,3) É óbvio que Ele nos conhece muito bem e vê tudo o que se passa em nosso interior.

Mas no fundo é bom quando se tem alguém que nos conhece bem. Deixemos, portanto, que se nos abram os olhos para as nossas próprias traves. Então seremos mais misericordiosos e bondosos para com os outros.


Em que situações costumo usar muitas (demasiadas) palavras e poucos atos?

O que estou pronta a investir e a doar-me, para que os que me estão confiados sintam o quanto os amo?