13.02.2020

Aurora na França

de Irmã M. Nicolette Züger, Quarten, Schweiz

Não é todos os dias que se recebe um

convite para ir à França!

Recebi um do sacerdote responsável pela Capelinha de Schoenstatt em Cambrai e aceitei-o com alegria, embora ficasse um pouco nervosa por não saber o que me esperava.

Em Cambrai foi recebida na frente do Santuário por José Engling (foto de um schoenstatiano que ali tombou na guerra em 1918). Senti-me acolhida e imediatamente em casa no Santuário.

Um apóstolo inflamado

No decorrer da semana entrei em contato com muitas pessoas e grupos e fiquei surpreendida com a vida schoenstatiana que ali encontrei. O sacerdote é um apóstolo entusiasmado pela Mãe Três Vezes Admirável, conhece muitas pessoas que conduz ao Santuário de modo que em cinco anos mais de cinquenta selaram a aliança de amor. Regularmente, organiza peregrinações a Schoenstatt. Constato que alguns franceses já têm muitos conhecimentos sobre Schoenstatt.

Morgenlicht in FrankreichOrgulhos de pertencer a Schoenstatt

Cerca de 15 a 30 pessoas participam da missa diária à tarde. O movimento de peregrinos é intenso e além disso existem vários círculos da Mãe Peregrina e grupos da Liga:
–  um senhor de 35 anos conta com orgulho que pertence a um grupo de homens que se reúne mensalmente;
–  um grupo de mães fará em breve consagração de membros;
–  um grupos de jovens de 16 anos é acompanhado por duas mães de Schoenstatt, etc.

 Fé reencontrada

Chama a minha atenção como as pessoas são apostólicas e entusiasmadas por Schoenstatt. Algumas só há pouco se converteram, como por exemplo um jovem de 25 anos que só recebeu o Batismo há um ano, uma senhora de 40 anos que foi crismada há um mês e outra da mesma idade que se converteu há cinco anos e agora é catequista. Seu esposo não o queria aceitar, mas ao fim de um ano também ele se converteu. Tivemos profundos diálogos sobre a fé. Dei uma reunião de grupo, duas palestras, colaborei numa emissão da Rádio Maria, dei uma tarde de reflexão para as mães e visitei um círculo da Mãe Peregrina, assim como várias famílias.

Surpresa vinda da Bélgica

No último dia da minha estada na França chegaram de surpresa dez jovens famílias de Schoenstatt belgas, com muitas crianças, em peregrinação ao Santuário. Foi maravilhoso. Minha tarefa consistiu em falar aos jovens sobre a aliança de amor.

No domingo de manhã resplandece no céu uma maravilhosa aurora nas mais belas cores. Vejo nela um símbolo da vida que brota do Santuário de Cambrai para a França e a Bélgica. Estou grata por todas as vivências e encontros e por ter podido lançar ali algumas sementes. Fico na expectativa de como a Mãe Três Vezes Admirável e José Engling continuarão a atuar.