05.01.2020

Apenas um sonho (de criança)?

de Irmã M. Sophia Brüning

Tu atuas  – movimentar mais de dentro para fora

Ao olhar na minha agenda e constato que chegou o belo tempo das tardes para mulheres em várias localidades da Alemanha: as reuniões em Brühl, em Euskirchen, dias de oásis em Schönstatt, vivências de advento em Sauerland, em Colônia … Além disso, há diversas preparações para o Congresso das Mulheres, que se realizará em maio de 2020, em Schönstatt.

(clicar sobre a imagem)

Quando era criança, nunca pensei que eu tivesse de fazer tour pela Alemanha, acompanhar uma diversidade de eventos para mulheres e também, agora, fazer parte destes projetos – apesar de que algo deste sonho já vivia em mim.

“Um dia, eu também quero fazer isso!”

Assim pensei, como criança, quando algumas vezes a Irmã à nossa casa e a porta da sala se fechava – dentro da sala estava um grupo de senhoras – entre elas a minha mãe, que tranquilamente trocavam ideias sobre temas religiosos e pedagógicos.

Na adolescência, descobri os grupos da juventude de Schoenstatt e me engajei fortemente neles. Tenho muito a agradecer às Irmãs de Maria que acompanhou, como assessora, os trabalhos da juventude. Pela colaboração, pela crescente corresponsabilidade e muitos encontros, percebi duas coisas:

1. “É assim que quero ser!” A Irmã estava sempre alegre, confiava em nós e, de modo equilibrado, também sabia colocar exigências. Ela já era “mais velha”, mas isto não me importava. Ela era, acima de tudo, maternal.

2. “Um dia, eu também quero fazer isso!” Sim, isso vai me dar alegria: transmitir para muitas pessoas aquilo que eu aprendo aqui.

Mas o que aprendi de mais importante? Quando eu era criança, Deus, era para mim, “apenas” Deus. Por meio do que aprendo em Schönstatt, ele se tornou para mim, mais e mais, “Pai”. Assim como Jesus o chama: Pai. Confiável e pessoal. Na Aliança de Amor com Maria,  ela que foi totalmente filha diante do Pai do Céu, aprendi o que vale até hoje: Ser filha diante de Deus, deixar-me confuzir por Ele …

Tu pertences a este lugar

A minha primeira visita a Schoenstatt transcorreu sobriamente. A passagem pela porta do Santuário estava impedida com um rodo de limpeza: tinham acabado de limpar. Então, só vi este lugar especial apenas “por fora”. Muitas outras visitas depois, com a juventude ou mais tarde também pessoalmente, aprofundaram em mim a consciência: Este é o teu lugar. Tu pertences aqui!

O meu sonho de criança se realizou. Como Irmã de Maria eu colaboro, há muitos anos, nos ramos femininos do Movimento Apostólico de Schoenstatt. É um grande presente para mim. O trabalho nas diversas equipes me causam muita alegria. Ela é um belo desafio, refletir e planejarmos juntas: Como podemos ajudar as mulheres a conhecer a espiritualidade de Schoenstatt, para que suas vidas se tornem mais profunda e alegre? Há uma gama colorida de vários eventos: Workshop sobre a personalidade, Seminários, Dia da mulher, “Uma hora para VOCÊ”, Dias de oásis com ou sem filhos, Reuniões de grupos pela tarde…

Como é o conhecido provérbio? O homem pode construir grandes templos – mas, um povo se mantém ou cai por meio de suas mulheres. Admiro-me como as mulheres são fortes no Aqui e Agora. Como muitos matrimônios e famílias são sustentados por elas – não apenas as delas próprias! Quanto empenho como colegas nos ambientes de trabalho! Quantos engajamentos na Igreja! – Há pouco tempo, ouvi uma palavra forte de uma catequista da primeira comunhão, uma senhora do Movimento de Schoenstatt, que não desanima porque as crianças não querem mais continuar depois da primeira comunhão. Ela disse simplesmente: “Estamos aqui para semear! ” E se inscreveu novamente para continuar como catequista da próxima turma. Quanto empenho nos centros do Movimento de Schoenstatt, no próprio ramo e na comunidade local!

Sim, as mulheres ajudam a criar um clima no qual a pessoa é considerada, Deus se pode tornar experimentável, se pode vivenciar a responsabilidade pelo outro. Minha vida foi muito presenteada pelo encontro com muitas mulheres. Agradeço a Deus que eu posso ajudá-lo por meio desta tarefa.