08.10.2019

Coroar é como inspirar e expirar

de Schw. M. Lioba Ruprecht

25 ANOS DE COROÇÃO DA REGINA COR ECCLESIAE

Missa da Aliança, Movimento Apostólico de Schoenstatt de Roma, no Santuário Ecclesiae, em 18.9.2019

“FESTA MOLHADA – FESTA AFORTUNADA”

Quando uma festa termina com chuva, traz felicidade. Às 21h45mim, os participantes da Missa de Aliança passaram de novo, com 53 carros, sob arco do aqueduto romano da Via Aurelia Antica, 112.

As sete Irmãs de Maria de Roma e representantes vindos de Schoenstatt, agraudavam com alegria e expectativa esta festa jubilar. A Família de Schoenstatt havia convidado a todos os que participam mensalmente da missa no dia 18, para a renovação da Aliança no ao Santuário Cor Ecclesiae e, pela primeira vez, vieram também todos os que se reúnem junto ao Santuário Matri Ecclesiae em Belmonte, nos arredores de Roma, situado na Via de Santa Gemma. Sobre a porta do Santuário um cartaz indicava o motivo da festa: uma foto da coroa com a inscrição: “25 anos”.

Faz 25 anos que a MTA recebeu aqui a coroa, como Regina Cor Ecclesiae. Naquele 15 de setembro de 1994, quase 700 Irmãs de Maria, de todo o mundo, peregrinaram a Roma e estiveram presentes na coroação. A coroação expressava a súplica a Maria para que o Movimento de Schoenstatt realize a sua missão para a Igreja do futuro, afim de que o fundador, Padre José Kentenich, seja reconhecido como santo para a nova época da Igreja e a sua mensagem da Aliança de Amor com Maria se torne conhecida, em todas as nações. Maria há de ajudar na renovação de cada pessoa e de toda a sociedade humana.

Nesse dia jubilar, um representante da Família de Schoenstatt saudou a todos e o Padre Facundo Bernabei, diretor do Movimento de Schoenstatt na Itália, explicou em sua homilia o sentido da coroação. No ano de 1939, a Mãe de Deus foi coroada, pela primeira vez, no Santuário de Schoenstatt. Ela devia glorificar-se nos difíceis tempos da Segunda Guerra Mundial. Naquela vez, as Irmãs de Maria formaram uma cerca viva ao redor do Santuário. Mediante uma vida autêntica, queriam ser a coroa viva de María. Coroar significa exalar la própria debilidade e necessidade e inalar a força que María nos intermedeia. Podemos continuar a vida com novo ardor e coragem.

Na Renovação da Aliança de Amor, a queima dos bilhetes, com as contribuições ao Capital de Graças, desta vez custou mais tempo do que de costume para queimar, pois, as jarras de ambos Santuários estavam repletas.

O técnico, que havia tentado, em vão, eliminar os ruídos do novo sistema de som, simplesmente permaneceu ali, observando e disse: “ Isto é tão bonito! O que significa queimar esses bilhetes”? Ele voltará na próxima festa.

Depois se realizou uma alegre confraternização. Quando foi cortado o bolo da testa, todos cantaram espontaneamente os parabéns à Regina Cor Ecclesiae. Então, caíram as primeiras gotas de chuva. “Quando se celebra algo importante, chove”, diz o engenheiro que acompanhou a construção do Santuário.