01.03.2019

Um mundo novo é possível

de Ir. M. Nilza P. da Silva, Brasil

Ele começa com a educação do homem novo.

“Somos um colégio católico e marcadamente mariano. Nossa base está nos valores éticos e cristãos, na formação de cidadãos críticos e conscientes de seu verdadeiro papel na sociedade, pois, preparamos o estudante para a vida!” Assim disse, com toda coragem, a gestora do Colégio Mãe de Deus (Londrina – Paraná/ Brasil) Ir. Rosa Maria Ruthes, na aula inaugural do ano letivo, em fevereiro de 2019.

Há 7 anos à frente da primeira escola, em todo o mundo, a aplicar de modo sistemático a pedagogia de Schoenstatt nos estudos fundamentais, a gestora continua uma história iniciada em 3 de março de 1936, nesse colégio que já educou mais de 80 mil alunos.

“Eu gosto do Colégio Mãe de Deus porque aqui todos somos como uma família.”
Ana Beatriz Bonazzi

O Fundador, Pe. José Kentenich, em suas visitas ao Brasil, dedicava muito tempo para ouvir as experiências das Irmãs na aplicação de sua pedagogia e as orientava sobre como agir. O resultado é um colégio com uma pedagogia de Schoenstatt atualizada, que desperta a confiança nas famílias, afirma Ir. Rosa Maria: “Sempre digo aos pais que não temos medo de educar com autênticos valores cristãos e enfrentar com coragem as ideologias. A Mãe de Deus é a diretora da escola e nossa pedagogia já superou duas guerras mundiais e outras grandes dificuldades. Os valores que ensinamos têm validade para todos os tempos.”

“Eu gosto do colégio porque aqui eu me sinto mais próximo de Deus.”
David Bettin Quiles

Um ideal para a vida toda

Ela explica que a pedagogia do ideal é aplicada para os alunos menores e os maiores. Nos primeiros anos, todas as turmas têm o mesmo ideal, fortalecendo a consciência de serem filhos de Deus, pelo batismo. No nono ano, os alunos estão em estágio mais avançado do estudo e mais amadurecidos, então, com orações e aprofundamento na espiritualidade, em grupos diferenciados, meninos e meninas, escolhem um ideal, para qual querem se educar para responder às situações da época. Por exemplo, um grupo de meninos tem como ideal: “Coração de fogo: força de um mundo novo”, um de meninas: “Chama de Amor”. Eles elaboram estímulos para a vida, de acordo com esse ideal e fazem uma consagração à Mãe de Deus, no Santuário.

Anos após terem saído do colégio, alguns grupos marcam reencontros, no qual compartilham como o ideal os orienta na vida diária. “No ano passado houve o reencontro de três turmas. Numa delas, alguns ex-alunos que residem fora do país participaram pela internet”, ressalta Ir. Rosa Maria. Muitos ex-alunos atuam profissionalmente em tarefas de grande influência para a sociedade, eles manifestam gratidão pelos valores recebidos no “Mãe de Deus”, outros também atuam no próprio colégio, como professores, psicólogos e testemunham como seus ideais interferem em suas decisões.

Ser Maria como gestora de uma grande escola

“Eu gosto do CMD porque aqui tem o ensino integral e muitas aulas diferentes.”
Maria Carolina Rossignoli Mello

“Como gestora do Colégio Mãe de Deus, posso realizar o nosso carisma: em primeiro lugar, pelo testemunho, pois somos um reflexo de Maria para os alunos. Esforço-me para ser outra Maria, que conduz ao Santuário. Por exemplo, toda segunda-feira há na escola o momento da palavra da gestora, na qual procuro conduzir os alunos ao vínculo com a Mãe de Deus, ao Santuário e ao Fundador,” declara Ir. Rosa Maria e esclarece que os alunos são muito acolhedores e abertos para os valores ensinados na escola: “O colégio é abrigo e lar para os alunos, é encantador como eles se vinculam.”

“Aqui no Colégio Mãe de Deus é bom estar! Há muito apoio, ensino religioso e transmissão de valores. Temos a liberdade de trabalho e amo trabalhar aqui.”
Professora Mariane Ulbrich

“A minha maior alegria”, continua ela, “é ver o crescimento dos alunos e a participação dos pais nas atividades educativas no colégio.” Ela narra como os pais se unem à escola, se posicionam com firmeza perante certas correntes e participa junto em atividades políticas para defender os valores éticos e cristãos na educação. “Tudo isso são grandes alegrias. Não são coisas minhas, mas, vêm do carisma do Pe. Kentenich, no sólido sistema pedagógico que ele nos deixou. Se ficarmos firmes em nossos valores, sempre teremos alunos e ajudamos a formar um mundo novo.”