31.01.2019

Introduzidos numa vida fascinante

de Ir. Antje-Maria Wunderwald

A autora apresentou o livro “José Kentenich, uma vida à beira do Vulcão”
na Casa Padre Kentenich, Monte Schoenstatt

“Durante mais de 40 anos, conheço o nosso Fundador, mas a pesquisa de sua vida para este livro me fez perceber ainda mais toda a sua grandeza.” Com estas palavras, Ir. Dr. M. Doria resume o que compreendeu e o que se tornou importante durante a edição do livro

“José Kentenich, uma Vida à Beira do Vulcão”.

Introduzidos nas tramas da obra

As pessoas que, no dia 26 de janeiro de 2019, chegaram à Casa Padre Kentenich experimentaram uma noite entusiasmo sobre um livro fascinante. A programação foi acompanhada por peças musicais alegres de piano e flauta transversa, apresentadas por Ir. M. Tabea e Ir. Johanna-Maria.

Ir. Dr. M. Lisianne Braunbeck saudou o público com uma pergunta: “O que despertou o nosso interesse? Pois bem,o livro realmente é interessante, também no seu significado original da palavra: inter-esse. Traduzida significa: ‘estar no meio’, ‘participar’, … E quem lê este texto em prosa sente-se introduzido e envolvido na trama. Vive os altos e baixos da vida dramática e fascinante do Padre José Kentenich.”

Num diálogo enriquecedor entre a moderadora Theresia Strunk e Ir. M. Doria, os ouvintes tomam conhecimento de detalhes sobre a intenção do livro, o processo da sua produção e do gênero literário escolhido como também sobre as reações e o seu significado para o mundo de hoje.

Na oficina do Espírito Santo

Durante a elaboração do livro, Ir. M. Doria tinha duas tarefas em sua frente: Tratava-se de uma pesquisa autêntica de uma vida abrangente, exigente e rica em conteúdo, com suas incontáveis facetas. A matéria deveria ser apresentada num gênero literário novo, de leitura leve; mas também incluir os conhecimentos religiosos e uma biografia em prosa. Ir. M. Doria caracteriza a produção de texto de um tal livro como “trabalho na oficina do Espírito Santo”. Muitos reconhecimentos foram fruto da oração.

Para um público amplo

Ir. M. Doria acentuou várias vezes que Padre Kentenich ainda é muito pouco conhecido. Por isso o livro foi escrito propositalmente para um público mais amplo. A vida do Padre Kentenich nos estimula a discutir e falar sobre os mais variados temas; dá impulsos a muitas pessoas. Por meio deste livro, Ir. M. Doria gostaria de dar início a um diálogo e um encontro do leitor com o Padre Kentenich. O testemunho de uma jovem, que se encontrou em crise e por meio da leitura deste livro hauriu novas forças, mostra como isso já está acontecendo.

A publicação do livro pela Editora Herder possibilita o acesso de mais leitores à obra. Também as críticas podem colaborar para tornar o livro conhecido. Deveríamos ter a coragem de aconselhar este livro a todos.

Na masmorra

Na terceira parte desta noite, Ir. M. Doria apresenta o subcapítulo “Na masmorra”. Ali se evidenciam os diversos elementos utilizados no livro: a realidade do porão da Gestapo – a atuação do Padre Kentenich em relação aos guardas e outros prisioneiros e as impressões deles – o seu encontro de Deus.

Também aqui vale o que havia sido explicado anteriormente: muitas vezes, a escolha dos elementos foi representativa, ou seja, uma pessoa ou um exemplo representa muitos outros. A seguir, os diversos aspectos foram aprofundados pelas perguntas dos ouvintes.

Confraternização familiar

No hall de entrada da Casa Padre Kentenich, durante a confraternização, houve a oportunidade de trocar ideias sobre a apresentação e de levar para casa um livro assinado pela autora.

Há algumas semanas, o novo livro não é somente assunto nos círculos de Schoenstatt. Assim, por exemplo, um senhor mais idoso me disse entusiasmado ao telefone: “Diga a Ir. M. Doria que eu já li o seu livro pela terceira vez! Quando voltar para Schoenstatt gostaria de falar mais detalhadamente sobre ele e fazer perguntas…”