02.12.2018

O MILAGRE DOS LÍRIOS

de Ir. M. Rosangela de Souza; Fotos: Glênio Brondani

Vestição de Ir. M. Renata Zanchin,
em Santa Maria, Brasil

No dia 10 de novembro realizou-se a cerimônia do solene ingresso da jovem Renata Zanchin em nosso Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schoenstatt. Foi o momento culminante de uma caminhada vocacional de quase 5 anos desde que ela conheceu as Irmãs de Maria. Dom Elói Róggia, Bispo Emérito da Prelazia de Borba no Amazonas e membro da Sociedade do Apostolado Católico (Pallotinos) presidiu a celebração acompanhado por outros dois padres Pallotinos, um padre de Schoenstatt, um diácono e 2 seminaristas. Os familiares da noviça, juntamente com membros da Família de Schoenstatt da diocese de Frederico Westphalen e de sua comunidade paroquial viajaram em 2 ônibus percorrendo cerca de 450 Km para se fazerem presentes na celebração. Também a Família de Schoenstatt de outras 4 dioceses do Rio Grande do Sul, especialmente a Juventude Feminina de Schoenstatt e um grupo de jovens vocacionadas do Estado de Santa Carina passaram a noite em viagem para poder assistir a esta Vestição. Em Santa Maria os preparativos foram muitos e a Família de Schoenstatt participou ativamente contribuindo para a realização desta festa assumindo, inclusive, o preparo do almoço festivo que seria servido após a cerimônia. Foi um dia de festa especial para a Jufem da Arquidiocese de Santa Maria, em cujos grupos atuaram as duas noviças: Ir. M. Antônia e Ir. M. Renata.

Sob a luz do sol radiante de verão, às 9h e 15min iniciou o solene cortejo. Com seu vestido branco a noviça foi acompanhada por suas coirmãs, que fizeram a Vestição em Garanhuns, pela mestra de noviças e a direção provincial, percorrendo os caminhos históricos de nosso Pai e Fundador em frente à Casa Provincial até o Santuário. Após a consagração e bênção no Santuário, seu pai e sua mãe integraram o cortejo conduzindo sua filha até a Capela Tabor, onde aconteceria a cerimônia oficial da Vestição.

“A Mãe de Deus enviou os lírios!”

Ao som do sino do Santuário seguiu o cortejo. Espontaneamente a juventude iniciou uma salva de palmas, manifestando assim a sua alegria pelo sim desta jovem e de suas 5 coirmãs que há uma semana receberam a veste de Irmã de Maria em Garanhuns. Na galeria, que conduz à Capela Tabor, a Jufem e as vocacionadas fizeram alas, cada uma com uma haste de lírio branco nas mãos. Também todos os ornamentos da Capela, Santuário e casa ostentavam a beleza dos lírios. “A Mãe de Deus enviou-nos estes lírios”, comentou Ir. Jéssica Maria, que integrava a equipe de organização, pois elas procuraram nas floriculturas da cidade e não encontraram um só lírio em nenhuma delas. Na antevéspera do dia de festa chegou uma floricultura com o carro cheio de lírios para entregar na Casa do Movimento. Logo foi constatado que se tratava de um engano, pois os lírios estavam destinados para uma festa de casamento que se realizaria na próxima semana.

A floricultura equivocou-se na data e fez a entrega antes. Engano? Não! Foi um presente da Mãe de Deus, um sinal para enfatizar o mistério da vocação para a vida virginal de dedicação indivisa a Deus e seu Reino!

Fotoalbum