10.10.2018

É hora de Ser Maria

de Ir. M. Nilza P. da Silva

É hora de Ser Maria no meio do mundo!

A situação do mundo atual nos motiva a assumir a missão! “Esta é a hora de Maria!” assim nos ensinou o Pe. José Kentenich, nosso Fundador. Justamente quando as situações parecem não terem soluções, é a hora que Deus reserva para que Maria apareça e colabore na salvação do mundo, levando todos a Jesus! Esta é também a certeza das quase 600 mulheres reunidas em congressos, junto ao Santuário da Permanente Presença do Pai, em Atibaia/SP, nas últimas semanas.

A beleza está no interior

Mais de 350 eram da Liga de Mães, vindas de vários estados do Brasil. Profissionais competentes em seus campos de trabalho, docentes universitárias, advogadas, enfermeiras, enfim, das mais variadas profissões. Iluminadas pelo lema: “Chegou a hora do teu amor: Faça-se a Pequena Maria!”, orientadas por médicas, as mães conversaram sobre temas controversos da atualidade: aborto, ideologia de gênero. Junto com as Irmãs de Maria, tendo à frente, Ir. Mariane Galina, como assessora regional, elas receberam formação sobre a espiritualidade de Schoenstatt e tomaram posições frente a essas correntes.

Decidiram com novo ardor pela sua missão, se serem mulheres autênticas, como vivas custódias, serem portadoras de Cristo em todos os ambientes. “Porque isso resgata a beleza e a importância de ser mulher, de ter a coragem de ser diferente, de viver a beleza feminina. Uma beleza que está no seu interior e vem de dentro para fora,” diz Esméria da Silva Paula, Cerquilho/São Paulo. E conclui que, para isso, é preciso “deixar-se ser lapidada por Deus, ser Maria no meio do mundo, começando dentro de casa.”

Lírio do Pai, Tabor para o mundo!

Sob esse ideal de Ramo, as mais de 200 jovens profissionais, universitárias e estudantes, reunidas em seu congresso da Juventude Feminina de Schoenstatt, já haviam estudado e formado suas opiniões sobre os temas atuais e a reflexão atual era sobre os meios que a espiritualidade de Schoenstatt oferece para enfrentar as situações polêmicas, que as desafiam no dia a dia e…

Como ser uma jovem santa hoje?

Ir. Elisa Maria Silva fala “de coração a coração” sobre isso, numa analogia entre a Exortação Apostólica Gaudete et exsultate, do Papa Francisco, e os ensinamentos do Pe. Kentenich, sobre a santidade de todos os dias. Ela apresenta os meios pedagógicos schoenstattianos: o horário espiritual e o exame particular, como auxílio concreto para enobrecer e embelezar ainda mais o que cada uma é. O depoimento das jovens apresenta como esses meios as ajudam a serem mulheres mais plenas e toca a realidade de cada menina presente. “Eu levo desse encontro mais ardor para viver a pureza, o autoconhecimento, o desejo de estar mais perto da Mãe, poder levá-la para outras pessoas e fazer essas pessoas experimentarem o amor de Deus”, diz Adryelle Lima, de Confins/MG.

Ao final, foram enviadas as 14 jovens e suas assessoras, que participarão da Jornada Mundial da Juventude, no Panamá.

Assim, são cerca de 600 mulheres, representando muitas outras de seus grupos, que, à sombra do Santuário, encontram no carisma do Pe. Kentenich, sua fonte de alegria e de realização pessoal. Todas unidas na mesma missão: Como Maria, ser mulher autêntica neste tempo!

Fotos