08.09.2018

A Mãe é Rainha da Santa Casa de Londrina

de Ir. M. Gláucia Carini Couto/Ir. M. Nilza P. da Silva

Viva a Mãe, Rainha Triunfadora do Reino da Luz!

Ao chegar ao hospital, você é atendido por médicos e enfermeiros que trabalham sob as bênçãos da Mãe e Rainha e é acompanhado pelas graças do Santuário. Sim, é isso que acontece na Santa Casa de Londrina/PR, no qual as Irmãs de Maria de Schoenstatt atuam, desde 1936*.

Quem estava no complexo hospitalar no dia 15 de agosto de 2018, pôde vivenciar repetidas vezes, durante o dia, a renovação da coroação da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, na entrada principal, como “Mãe, Rainha Triunfadora do Reino da Luz!”

A força do amor da Rainha

Nesse dia festivo, médicos, enfermeiros, funcionários, pacientes, membros da mesa administrativa, mais de 350 pessoas se reuniram para celebrar o jubileu de ouro, 50 anos de coroação. A celebração aconteceu várias vezes durante o dia, para facilitar a participação dos muitos funcionários. Na preparação da festa, foi confeccionada uma urna em formato semelhante à coroa, na qual os funcionários, pacientes, acompanhantes e todos os que chegam podem depositar suas ofertas para o Capital de Graças, seus pedidos e intenções. Assim, todos conquistam espiritualmente a coroa jubilar para a Rainha e Mãe. “Contemplar seu semblante doce e admirável e sentir seu amor maternal, sem dúvida é a maior graça que recebi, pois é a força deste amor que me acolhe, me acompanha e me impulsiona cada vez mais para Jesus, pois a Mãe não retém nada para si”, diz Dafne Daniele dos Santos, Enfermeira Assistencial do Centro Cirúrgico

Durante a celebração, os mais de 25 setores do hospital foram colocados aos pés da MTA, numa placa com o nome de cada um, para que ela os abençoe. Após uma reflexão sobre o título e missão da Mãe, como ‘Rainha Triunfadora do Reino da Luz’, todos renovaram a coroação, rezando a mesma oração de 50 anos.

Ela está presente e atuante

Ao mesmo tempo em que entregavam juntos a coroa, cada um podia coroar pessoalmente, pois tinha nas mãos uma estampa da Mãe e Rainha de Schoenstatt e um adesivo com a imagem da “coroa jubilar”. Sérgio de Oliveira Filho, paciente, afirma: “Para mim a presença de Nossa Senhora, é a presença de uma pessoa que me ajudou muito e a quem eu me apeguei. Foi uma força para mim nesse tempo que estou aqui, me deu muita força, me ajudou muito. Fui muitas vezes rezar na capela, recebi os folhetos com as orações e também a coroa do dia que teve a coroação aqui. Também rezei com o Sr. Pedro (paciente que está internado no mesmo quarto).”

Com a coroa, a Rainha recebeu a missão de formar um Reino da Luz, no qual a vida seja prioridade desde sua concepção até a morte digna. Reino onde a vida é celebrada, defendida, cuidada, promovida e priorizada assim como o Evangelho ensina: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância!” (Jo 10,10).

Histórico

A Santa Casa de Londrina conta com os trabalhos das Irmãs de Maria de Schoenstatt desde sua fundação, em 1936. O pequeno hospital de madeira, do início, ampliou-se em um complexo formado por seis unidades. São três hospitais (Santa Casa de Londrina, Hospital Mater Dei, Hospital Infantil Sagrada Família), o Centro Ambulatorial, Centro de Diagnóstico e o Centro de Educação Profissional Mater Ter Admirabilis).

As Irmãs de Maria, ao longo dos anos, colaboraram na pastoral, administração e enfermagem da instituição. Além dos serviços nos setores de saúde, coordenam e atuam na Pastoral no complexo das seis unidades de saúde. Uma pastoral que “baseia-se nas diretrizes da Igreja Católica e na espiritualidade do padre José Kentenich,” como lemos no site que apresenta a Irmandade. Os que atuam ou passam pelas unidades de saúde, quer seja a trabalho ou como pacientes, são conduzidos ao Santuário, localizado bem próximo. Desta forma, a Mãe e Rainha segue unida a muitas histórias de vida, das pessoas que necessitam de seu doce olhar nas horas de aflição e dor, também nas horas de alegria e conquistas.

Percorrendo os muitos setores, encontramos a imagem da Mãe e Rainha de Schoenstatt, além do crucifixo. Há 50 anos, no dia 15 de agosto de 1968, a imagem dela, entronizada na entrada principal, pelas mãos de Dom Geraldo Fernandes, bispo local, foi coroada com o título de ‘Mãe e Rainha Triunfadora do Reino da Luz’.