30.05.2018

A verdadeira alegria da vocação

de Jaci Morais

A festa da Páscoa deste ano do Padre Kentenich teve um tom especial de expectativa e alegria para as seis jovens que iniciaram sua caminhada de formação como

Postulante das Irmãs de Maria de Schoenstatt

na Província Tabor, em Santa Maria. Depois de um processo de discernimento vocacional e de dois meses de candidatura, na vigília Pascal, puderam fazer a experiência profunda do encontro com o Ressuscitado que as chamou pelo nome: “És minha!”

Vamos conhecê-las:

Chamo-me Jaci Morais,

tenho 22 anos e sou estudante de Psicologia. Sou de Olinda, Pernambuco, nordeste brasileiro. Faço parte da juventude feminina de Schoenstatt desde 2010 e foi assim que conheci o Movimento de Schoenstatt e descobri o meu lugar predileto, a família que o Pai eterno escolheu para mim.

Em meio aos estudos e os planos que fiz para minha vida me questionava sobre minha vocação, mas tinha medo de mudar os planos que tracei para meu futuro, especialmente na minha vida profissional. O Pai foi mostrando que somente nele encontro a verdadeira liberdade e felicidade, que nenhuma conquista que planejei saciaria o grande anseio do meu coração e aos poucos fui deixando que ele me conduzisse em minhas decisões.

No penúltimo ano de curso me foi concedida a graça da decisão para ser Irmã de Maria, os planos que tracei já não faziam sentido, a vida profissional já não é o centro da minha vida, porque existe uma Mãe no Santuário, um Pai e o próprio Jesus que me amam com infinito amor e querem que eu seja um pequeno instrumento no seu plano de amor.

Diante da imensidão do amor divino tive forças para fazer as renúncias necessárias e descobrir a alegria de pertencer sempre mais ao bom Deus. Hoje, iniciando a caminhada como Postulante das Irmãs de Maria de Schoenstatt encontro resposta para aquilo que faltava em mim, encontrei a felicidade nos planos que Deus tem para mim.

Chamo-me Maria Mariana

tenho 24 anos. Sou natural de Maceió, Alagoas (Nordeste brasileiro). Sou formada em História-Bacharelado.

Hoje estou iniciando o Postulado e em breve terei a graça de ser uma Irmã de Maria de Schoenstatt. Sinto-me agraciada por ser eleita pela Mãe de Deus para partilhar sua missão de santificar a humanidade através de Schoenstatt. Especialmente porque irei dedicar minha vida inteira à Mãe de Deus como Irmã de Maria. Meu grande anseio é tornar-me uma pequena Maria para servir aos irmãos.

Portanto, ao iniciar este tempo de formação, sinto um misto de explosão de felicidade, mas, também paz e tranquilidade, pois apesar de ser contraditório, junto ao Santuário da Mãe encontrei a vocação à qual Deus me chamou desde a eternidade.

Desejo ser fiel à Mãe e ao Pai e Fundador através da Obra de Schoenstatt!

Chamo-me Renata Zanchin,

tenho 18 anos e sou natural de Frederico Westephalen, RS.

Tenho muita alegria, em começar o Postulado no Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schoenstatt. Para mim é a realização de uma saudade há muito tempo cultivada em meu coração.

Deus, em seu amor misericordioso, me escolheu dentre tantas jovens e me chamou para junto do Santuário, escola onde a Mãe de Deus forma seus instrumentos. Através de mim ela quer revelar o seu rosto e a face de seu Filho ao mundo. Por isso, para mim, é um presente muito grande iniciar esta caminhada em busca da realização da vontade de Deus em minha vida.

Não tenho somente a alegria do chamado, mas a alegria de dar um sim heroico, aos planos do bom Deus e de nossa querida Mãe.

“Não preciso me preocupar desnecessariamente. Deus previu e traçou desde toda a eternidade o plano de minha vida. Eu só preciso dizer meu sim.” (J. Kentenich)

Meu nome é Wanessa,

sou de Pernambuco, tenho 29 anos e recebi a graça de ser Postulante das Irmãs de Maria.

A incerteza de minha vocação era algo que sempre me causou inquietação, porém descobrir o motivo dessa inquietude era algo que ficava em segundo plano em minha vida, pois eu dedicava todo meu tempo para o meu trabalho de secretária paroquial e também para a faculdade de Pedagogia que estava cursando.

Em um belo dia fui convidada a visitar o Santuário da Mãe e Rainha em Garanhuns-PE e a Mãe de Deus atraiu-me tão intensamente que minha atenção voltou-se para a busca do discernimento vocacional, então participei de uns encontros vocacionais que me ajudaram a compreender as manifestações do amor e do chamado do bom Deus.

Quando o Espirito Santo atua profundamente na alma, ela conhece um só anseio: cumprir o desejo do Pai e conformar-se com sua vontade. ” ( J. Kentenich).

Então decidi fazer um ato de amor ao meu amado, hesitei em deixar meus planos e tudo que para mim era importante para seguir os planos os planos que ele quis para mim desde toda eternidade.

Hoje posso dizer que, descobri o sentido e a felicidade que meu coração tanto ansiava encontrar.

Meu nome é Antônia Menezes,

tenho 26 anos e sou natural de Cascavel-CE Nordeste, sou técnica em enfermagem.

A alegria de poder ser outra Maria no mundo me fez renunciar alguns bens que pareciam ter grande valor para mim. Mas, o bom Deus me conduziu a um lugar que eu ainda desconhecia, ele me chamou pelo nome e disse: “Filha, és minha”. Foi difícil eu dizer sim a esse chamado, pois aparentemente tinha outras propostas mais interessantes. Porém, eu me arrisquei, me dei a oportunidade de responder sim ao convite do bom Deus, e a partir dali ele me conduziu e minha vida ganhou um novo sentido, a graça da vocação acertada, a alegria de encontrar o verdadeiro amor, Jesus.

Hoje, como Postulante das Irmãs de Maria de Schoenstatt, minha resposta, meu pequeno sim se renova e me faz perceber que tudo o que aconteceu até aqui, o medo, as renúncias e especialmente a ousadia na resposta ao convite do bom Deus foram precisos para que se realizasse a vontade de amor do Pai na minha vida, ele me conduziu a esse lugar de graças para que em mim faça-se a pequena Maria.

Chamo-me Driene Jaqueline,

tenho 21 anos, sou natural de Garanhuns-PE no nordeste do Brasil, sou graduanda do curso de Direito.

Em 2016, através de um encontro vocacional no Santuário Tabor da Santidade de todos os dias, conheci a comunidade das Irmãs de Maria. Desde então me encantei pelo carisma mariano e pelo ideal de ser uma “pequena Maria”.

Então em 2017 fiz uma experiência de 5 meses com as Irmãs e hoje me alegro em ser Postulante das Irmãs de Maria de Schoenstatt e começar esta caminhada de formação.

Durante a minha decisão fez-se necessárias algumas renúncias que me pesavam, como trancar a faculdade, mas, percebi que isso tornava-se pequeno em vista do anseio que o bom Deus tinha colocado em meu coração.

Hoje percebo que valeu a pena renunciar às alegrias do mundo para experimentar a verdadeira alegria que vem de Deus.

Como é belo entregar a vida por algo de grande!