01.05.2018

Casa da Juventude em Atibaia

de Ir. M. Edlaine Aparecida Soares - Brasil

Neste ano dedicado ao nosso Pai e Fundador, Pe. José Kentenich, temos a alegria de entregar-lhe um grande presente, como Família de Irmãs. A inauguração do novo secretariado da Juventude Feminina de Schoenstatt (Jufem) e a Casa da Juventude. Casa esta na qual os espaços são compartilhados entre a Jufem e as jovens que fazem sua experiência vocacional em nosso Instituto.

Inspiradas pelo Santo Espírito, unimos o ideal de ser Juventude Magnânima de Schoenstatt (vocacionadas) com o de ser Lírio do Pai, Tabor para o mundo (Jufem), assim como o Pe. Kentenich havia previsto: que se fizesse a pequena Maria, regiamente pura, singela e forte no sacrifício. Uma juventude que se consagra para algo maior.

Com um grupo de 43 meninas, no retiro da Semana Santa, inauguramos a casa de um modo simbólico e profundo: demo-nos as nossas mãos e, de modo bem consciente da importância do momento, entramos em nossa nova casa, cantando o hino da Juventude Feminina de Schoenstatt. Cada uma entoava o hino com tanta vibração e a voz de cada jovem ressoou em todos os recintos do novo lar: “O mundo espera por Maria e seremos heroínas nesta missão: Pelo Reino de Schoenstatt lutar. Novos lírios nascem em íntima união. Rainha da Aliança de Amor, recebe de nós com todo ardor, nossa entrega total, eis-nos dando a vida pelo ideal. Cumpra-se ó Pai somente o teu querer, que a pureza resplandeça em nosso viver. Toda bela és Maria, Maria queremos ser! Tabor para o mundo e no Santuário permanecer!” (Trecho do Hino da Juventude Feminina de Schoenstatt)

Larissa Rodrigues Ferreira, que pertence a Jufem, São Bernardo do Campo/SP, reside na Casa Ir.M.Emilie há 1 ano e 8 meses, e fala sobre a importância deste momento: “A casa da juventude reafirmou em mim o ideal de ser Lírio do Pai, Tabor para o mundo. Morar na casa da Juventude faz com que eu veja como o Pai e Fundador foi inspirado ao nos presentear com o ideal de sermos Pequenas Marias, seja na Jufem ou no Juvenato, onde aspiramos o mais alto grau de magnanimidade, a exemplo da nossa Rainha dos Lírios. Ter a Jufem aqui nos mostra que a vocação é um presente da Mãe, e que vale a pena viver o ideal da Jufem, esse entregar-se por algo maior.”

A Giovanna Borges Leal dos Santos, da Jufem no Jaraguá-São Paulo, conta:

“Para mim, pessoalmente, foi muito gratificante ver a Juventude Feminina reunida na Casa Irmã Emilie! Fazia muita falta ter um ambiente, uma infraestrutura, especialmente disponível para nós, como Jufem! O Santuário de Atibaia sempre foi um lar para toda a Jufem Sudeste. Ali realizamos nossos Encontros Regionais, onde já vivenciamos tantos momentos especiais, e agora, parece ser mais nosso do que nunca! É o nosso lar, onde nos unimos em um só coração no coração do Pai! Inaugurar a casa foi experimentar novamente essa unidade de nossa Jufem. Independente do local, somos todas ‘Lírio do Pai, Tabor para o mundo’. Sempre à sombra do Santuário!”

Haus der Jugend in Atibaia

Por tudo cordialmente agradeço!