21.03.2018

Deus as chama pelo nome

de Ir. Antje-Maria Wunderwald

Vestição das Irmãs de Maria de Schoenstatt

Grande foi a alegria antecipada, ao dia 18 de março, dos familiares, Irmãs de Maria de Schoenstatt e todos que querem vivenciar a festa da vestição de cinco noviças das Irmãs de Maria, vindas da Alemanha, Áustria, Hungria e Filipinas,

Em vigília pelo grande dia

No dia 17, à noite, cerca de 500 pessoas do Movimento Apostólico de Schoenstatt na Alemanha: juventude feminina, outras jovens, se reuniram no auditório da Igreja da Adoração e por meio de imagens conheceram as noviças. Foram respondidas algumas perguntas:
Como elas descobriram a sua vocação? O que lhes dá alegria, quando pensam no seu futuro como Irmãs de Maria de Schoenstatt? Como elas preveem o seu caminho como Irmãs?

“A entrevista foi ótima!”, expressaram as jovens. Elas se sentiram especialmente tocadas pelas experiências pessoais das noviças.  A colaboração original da juventude e demais convidados deram à noite um tom de alegria  familiar, uma alegria antecipada.

A neve solicitada

Na manhã do domingo, uma leve camada de neve revestia o Monte Schoenstatt, realizando o sonho das noviças. Ao toque dos sinos, em vestes de noivas e acompanhadas por muitas bandeiras, elas se dirigiam à Igreja da Adoração.

Todos os olhares se dirigiam a elas, quando entraram na Igreja da Adoração, que estava repleta até o último lugar. Muitos dos convidados podiam acompanhar a transmissão por um telão no auditório da Igreja. O coro das Irmãs de Maria de Schoenstatt, um coral da juventude e um grupo da Hungria configuraram a solene santa Missa. O Pe. Bernd Biberger, Diretor Geral das Irmãs de Maria de Schoenstatt, saudou cordialmente a todos os presentes e na homilia, baseando-se na primeira leitura deste domingo, nos introduziu no mistério da Aliança que Deus selou conosco. Para nós, em Schoenstatt, isso se torna concreto na Aliança de Amor com a Mãe de Deus.

“Tu me chamaste pelo nome. Eu te pertenço!”  (cf. Is 43,1)

Com esta frase, que as noviças escolheram para a sua vestição, Pe. Biberger afirma que Deus a pronunciou antes de muitos séculos ao seu povo de Israel, mas ela vale também hoje para nós. Ele chamou as noviças por seus nomes e as convidou para seguirem a Cristo. Quem é chamado pelo nome por Ele é intimado a dar-lhe uma resposta. As noviças respondem ao seu chamado, doando-se totalmente. A partir de hoje, elas trazem o traje das Irmãs e o nome da Mãe de Deus – Maria. Assim, manifestam que querem, como a Mãe de Deus, se doar totalmente a Deus, abrir-se para a sua condução e se colocar à sua disposição. Desta maneira, elas colaboram para que as pessoas encontrem Cristo e possam experimentar Deus em suas vidas.

Seguiu-se depois, o momento que muitos esperavam ansiosamente, o chamado pelo nome se tornou concreto: Irmã M. Aleja Slaughter, Superiora Geral das Irmãs de Maria de Schoenstatt, fez a leitura dos futuros nomes que as noviças escolheram para serem chamadas como Irmãs:

Orsolya Gál, Hungria: Irmã Margit-Mária

Verena Heidebrunn, Alemanha: Irmã M. Lina

Lea Loriz, Alemanha: Irmã M. Emilia

Maria Mauhart, Áustria: Irmã Mirja

Hazel Vismanos, Filipinas: Irmã M. Hazel

Após uma oração em comum ao Espírito Santo e a reza da Ladainha Lauretana, as noviças se ajoelharam e solicitaram a veste de Irmã de Maria de Schoenstatt. Pe. Biberger entregou-o a cada uma pessoalmente:

O Vestido de Irmã, como sinal da sua escolha e missão mariana;
O Cinto, como sinal da pureza e da fidelidade a Cristo;
O Véu, como expressão do amor virginal dedicado a Cristo;
A Medalha, como sinal da vinculação com Jesus e Maria.
Entregou também uma Vela acesa, para que recordem que Cristo é a nossa Luz.

As noviças juntas deixaram a Igreja e os participantes podiam deixar ressoar no coração essa vivência, acompanhados por cantos e preces de gratidão.

Magnificat

Quando foi entoado o Magnificat, todos os olhares se dirigiam para o corredor central: repletos de alegria e emoção vimos as Noviças, radiantes de felicidade, pela primeira vez, com o traje de Maria! Elas retornaram aos seus lugares e a santa Missa continuou. As leituras e preces foram lidas por conhecidos e amigos das noviças.

Em seguida da solene celebração, junto ao sarcófago do Fundador da Obra de Schoenstatt, Padre José Kentenich, as noviças rezaram uma oração de agradecimento. Então, no auditório, deu-se os cumprimentos dos pais, irmãos e dos convidados e, com isto, iniciou a alegre festa familiar com os seus parentes.

Encontros pela tarde

Durante todo o dia se ouvia ecos positivos: Foi muito emocionante! …As noviças irradiavam felicidade! …Que lindo que jovens de hoje escolhem tal caminho! …Na Casa dos Peregrinos fomos saudados pessoalmente e pudemos festejar como grupo… O encontro com as noviças foi tão belo, muito familiar! …Estou tão feliz por tudo o que pude vivenciar aqui, hoje. Ampliou o meu horizonte! Agora compreendo muito melhor Schoenstatt…

Como no dia anterior, a tarde houve um vasto programa alternativo sobre a missão das Irmãs de Maria de Schoenstatt,  informações sobre a vida do Padre Kentenich, até mesmo para responder perguntas: “O que é Schoenstatt?” As programações foram muito bem aproveitadas e os convidados partiram alegres desse Lugar de Graças.


Einkleidung in Schönstatt 2018